Notícias do mercado imobiliário

Crédito imobiliário cresce 24% este ano na Bahia

De janeiro a julho deste ano, 11.931 moradias foram adquiridas ou construídas no estado por meio de financiamento habitacional - somente com recursos da poupança -, resultado 24% maior que o registrado no mesmo período de 2013. O volume negociado foi de R$ 2,17 bilhões, contra R$ 1,77 bilhão no ano passado. Os números são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).
De acordo com dados da Caixa Econômica Federal divulgados esta semana, nos últimos três meses, somente na Bahia, o site da instituição na internet registrou pouco mais de meio milhão de acessos - com pessoas em busca de informação sobre o empréstimo bancário e com o objetivo de simular (calcular) o valor das prestações.
Segundo o presidente da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi), Luciano Muricy, o crédito habitacional é um instrumento importante para o mercado, "já que quase 100% dos imóveis comercializados pelas construtoras ligadas à entidade são financiados".
"Sem crédito não tem mercado. É fundamental que esse movimento continue crescendo, com as pessoas buscando informação, simulando o financiamento - que opera em faixa de crescimento. O crédito está sendo oferecido com taxas de às vezes sete, oito por cento. É muito atrativo", afirma Muricy.
Para o gerente regional de construção civil da Caixa, Adelson Prata, essa demanda "só tende a crescer, à medida que os clientes vão tomando conhecimento da ferramenta (simulador de prestação) e do produto (empréstimo imobiliário)".
Ainda segundo o gerente da Caixa, a expectativa é fechar o ano com cerca de 100 mil financiamentos habitacionais na Bahia.
21/09/2014

Últimas notícias