Notícias do mercado imobiliário

CEARÁ tem melhor serviço do NE

Os índices que classificam a qualidade do serviço entre as distribuidoras do Brasil mostram, desde 2000, uma evolução constante, deixando o Estado na melhor colocação do Nordeste e na 3ª posição Nacional.
O fornecimento de energia elétrica do Ceará tem melhorado a cada ano. O DEC (indicador do tempo médio, em horas, durante o ano sem energia) atingiu 8,18 e o FEC (quantidade de vezes em média que o cliente ficou sem energia) ficou em 6,78 no ano passado. Estes números mostram que a qualidade do serviço no Ceará é duas vezes e meia melhor que os parâmetros adotados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
Os dados parciais para este ano, atualizados no fim de outubro, mostram que a evolução permanece. Até o fim do mês passado o DEC e o FEC da distribuidora do Ceará caíram para 7,65 e 5,96, respectivamente. Em 2000, os indicadores chegavam a 36,03 e 31,75.
De acordo com Távora Batista, diretor técnico da Companhia Energética do Ceará (Coelce), os bons resultados são consequências de investimentos constantes. "Somente no ano passado gastamos R$ 470 milhões para melhorar a qualidade do serviço e buscar a universalização do sistema elétrico. Atacamos em várias frentes, desde a aquisição de equipamentos até a capacitação dos profissionais", informou.
Das 94 subestações que a Coelce possui no Estado, segundo Batista, 72 já possuem sistemas automatizados. "Com esse processo, a rede de distribuição tem a capacidade de selecionar a carga disposta, ou seja, se houver alguma ocorrência numa subestação, o sistema inteligente muda automaticamente o fornecimento, sem que o consumidor seja afetado com cortes".
Os indicadores de qualidade, na opinião do diretor da Coelce são números importantes, mas o reconhecimento maior é a satisfação do cliente. "Temos 2,6 milhões de consumidores, mas os usuários do sistema são todas as pessoas do Estado. Conquistamos o Prêmio Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica) 2009 como melhor empresa e melhor índice de satisfação. Isso é a maior vitória do Ceará.
Manutenção
Outro ponto que agrega qualidade ao serviço elétrico fornecido no Ceará é a manutenção preventiva. As ligações de energia no litoral, segundo Batista são as que precisam de cuidado mais frequentes. "A maresia é uma inimiga. Para evitar a corrosão e possíveis curtos-circuitos, estamos trocando os isoladores por outros mais potentes e também fazemos a constante lavagem das redes". Sobre a universalização do serviço, o diretor afirma que até o fim de 2010 o processo esteja concluído. "Para o Ceará e para o Brasil este é o prazo para que toda a população tenha acesso a energia elétrica". (GCN)
Fonte: Diário do Nordeste
27/02/2010

Últimas notícias